41 3077-2531

MDP e MDF: Entenda a diferença e saiba como escolher

31/10/2017 - Dicas Todeschini

As diferenças, vantagens e desvantagens das madeiras em MDP e MDF e em quais utilizações são mais recomendadas.

MDP e MDF: Entenda a diferença e saiba como escolher - Todeschini, a loja de móveis planejados em Curitiba

É fundamental entender a diferença entre as madeiras de MDP e MDF no momento de planejar os ambientes da sua casa. A Todeschini te dá uma mãozinha e explica os detalhes sobre cada uma delas, confira:

A madeira MDP é uma sigla que significa Medium Density Particleboard (Partículas de Média Densidade). Seu material é composto por três camadas, sendo uma mais espessa em seu miolo e outras duas mais finas nas camadas externas. É bastante recomendada para isolamentos acústicos, móveis que não necessitam de usinagem (retilíneos), como mesas ou armários, e móveis que precisam de resistência mecânica. A madeira MDF significa Medium Density Fiberboard (Fibras de Média Densidade). Sua composição é homogênea, ou seja, sem camadas. É uma madeira bastante desejada pelos consumidores, por possibilitar acabamentos, cortes dos mais diversos tipos e possuir uma superfície boa para pintura.

As duas madeiras são criadas pelo mesmo tipo de matéria-prima, a única diferença entre elas é a densidade das fibras, que altera a densidade e o peso, interferindo na estabilidade dimensional, isolamento acústico e resistência. O MDP é indicado para mobiliário de casa e comércios, portas, gavetas e prateleiras, isto é, móveis em linhas retas para evitar que a peça venha a romper ou enfraquecer. Quando o material é MDF, é comum que seja utilizado em mobiliários mais sofisticados, com acabamentos específicos, molduras e revestimentos.

Aplicações em MDF e MDP

É comum as pessoas acreditarem que o MDP é um material mais frágil ou que esfarela (o que é um mito antigo), o que faz o MDF ser comumente mais prestigiado. A verdade é que tanto um quanto o outro podem ser aplicados para as mesmas especificidades, o que deve ser levado em conta é a criatividade do arquiteto projetista em utilizar cada um deles da melhor maneira.

As madeiras de MDP utilizam menos fibras na fabricação de cada chapa, o que torna a madeira muito mais leve e costuma ser mais econômica financeiramente. Devido à sua estrutura, suporta muito mais o acumulo de peso sobre ela, o que somado aos outros itens, proporciona uma utilização muito mais prática no cotidiano.

Já com o MDF, existem outras possibilidades vantajosas e uma delas é a maleabilidade, ou seja, a facilidade de ser cortada de diversas formas. Desta maneira, é viável que um decorador desfrute de uma criatividade maior com um design inovador. Para isso, o MDF torna-se uma ótima madeira para realizar acabamentos, inclusive pinturas, tornando a sua utilização, uma combinação bem melhor para alguns ambientes.

Recomendações para utilização do MDF e do MDP

Quando falamos de umidade, é comum acontecerem situações em que a madeira possui uma exposição direta com o vapor ou a água, como nos móveis de cozinha e banheiro, por exemplo. Nesses casos a sua resistência pode depender muito conforme o contato com a água. Em uma exposição recorrente com a umidade, as fibras da madeira absorverem o líquido e estufam (incham).

Para a limpeza do móvel, portanto, é recomendável que se utilize um pano mergulhado em água, mas que esteja muito bem torcido apenas para retirar a poeira. Logo em seguida, deve-se secar a superfície com um pano macio e limpo. Caso o móvel apresente manchas, restrinja-se apenas ao uso de sabão neutro não alcalino ou álcool, nada de produtos químicos e abrasivos, ceras, buchas e palhas de aço.

O acabamento da madeira possibilita uma resistência mais duradoura para ambas as madeiras, mas para cada uma existem acabamentos possíveis, como o acabamento em laca para móveis em MDF, que além da sofisticação, protege a madeira. Se já for prevista uma exposição com água no ambiente, é importante que também tenha um revestimento nas faces e bordas que compõem o móvel, impedindo a penetração de água na madeira e prolongando a duração da peça.

Qual madeira escolher?

No planejamento do ambiente, é essencial entender o objetivo de cada utilização da madeira, como também sua exposição e sua composição. Uma casa pode utilizar as duas madeiras, de MDP e MDF em um mesmo ambiente. Nesse caso, é válido avaliar se existe um propósito mais estético e sofisticado ou mais funcional, que exige uma utilidade mais prática para o dia-a-dia.

A Todeschini possui profissionais que podem lhe orientar no seu planejamento e escolha de materiais mais indicados conforme a sua casa ideal. Entre em contato e solicite um orçamento!

Notícias Recentes

5 dicas úteis para transformação do Home Office
08/11/2017 / Dicas Todeschini

5 dicas úteis para transformação do Home Office

MDP e MDF: Entenda a diferença e saiba como escolher
31/10/2017 / Dicas Todeschini

MDP e MDF: Entenda a diferença e saiba como escolher

Programa Experience leva parceiros para conhecer a fábrica da Todeschini no RS
18/10/2017 / Dicas Todeschini

Programa Experience leva parceiros para conhecer a fábrica da Todeschini no RS

O que você precisa saber ao escolher seus móveis planejados
28/09/2017 / Dicas Todeschini

O que você precisa saber ao escolher seus móveis planejados

Todeschini é Patrocinador Nacional da Casa Cor
Todeschini Água Verde Endereço
Av. Presidente Getúlio Vargas, 2531 Curitiba-PR
Telefone
41. 3077-2531
Horário de Atendimento
Segunda a sexta das 09:00 às 19:00
Sábados das 09:00 às 15:00
Todeschini Curitiba 2013 | Desenvolvido por Out Paper Soluções em Design